IL MIO INVERNO A ZEROLANDIA PDF

This document was uploaded by user and they confirmed that they have the permission to share it. If you are author or own the copyright of this book, please report to us by using this DMCA report form. Report DMCA. Home current Explore.

Author:Dak Dor
Country:Slovenia
Language:English (Spanish)
Genre:Health and Food
Published (Last):22 December 2016
Pages:290
PDF File Size:2.6 Mb
ePub File Size:7.68 Mb
ISBN:951-6-29835-684-8
Downloads:96608
Price:Free* [*Free Regsitration Required]
Uploader:Nilkree



This document was uploaded by user and they confirmed that they have the permission to share it. If you are author or own the copyright of this book, please report to us by using this DMCA report form. Report DMCA. Home current Explore. Words: 57, Pages: Preview Full text. Aparecem fragmentos de coisas, de pessoas, o enquadramento muda continuamente, muitas vezes fica fora de foco.

O vento joga-lhe os cabelos sobre a face. E tempo. Uma das caixas veio e me mandou entregar imediatamente aquilo que eu tinha surrupiado, porque ela havia visto tudo.

Daquele momento, tenho claro cada detalhe. A caixa usava saia vermelho-escura e mocassins pretos. As pessoas que faziam fila diante das registradoras se voltaram para me olhar. Dois anos depois, morreu. Depois da morte dela, eu o revi um monte de vezes. Parar o tempo.

Continuaram o tratamento porque ela ainda era jovem. Quando Sonia e Barbara, minhas colegas de turma, me telefonaram, inventei uma desculpa e pedi que avisassem aos professores que eu estava me sentindo mal, mas voltaria logo.

Eu sabia, era uma coisa pavorosa, o pai de um amigo meu tinha morrido disso poucos anos antes. Se a gente ama uma pessoa, tem que cuidar dela. Os dois anos que se seguiram, passei-os como dentro de uma sombra. Por todo aquele tempo, senti apenas medo. Dizia que eu devia me distrair ao menos por algumas horas, que se fosse o caso me chamaria imediatamente. Era um dia de outono e os raios de sol do entardecer tornavam tudo ainda mais triste. Toda aquela luz dourada.

Nos dias seguintes, tentamos arrumar as coisas dela, embora nos faltasse coragem para isso. A cama foi desfeita e refeita; as persianas, cerradas. Queria que ela batesse o capacho da entrada?

Lentamente, dirijo-me ao meu lugar, mas, em vez de parar e me sentar, continuo o trajeto. Gabriel Righi, apelido Zero. Mas quem iria defender um cara assim? Desde aquele dia, ele foi Zero para todos, e a lenda nasceu. Instalo-me ao lado dele, na outra cadeira, e sinto como se estivesse fora de mim. Raiva, dor? Sento-me e pronto. Ilaria, Barbara, Sonia. Bye-bye, my friend. Sem pensar, peguei-a e a olhei extasiada. Morri de vergonha, principalmente porque aquela outra me olhava como se eu fosse uma porquinha redonda.

O que nossos corpos tinham a ver? Eu poderia me sentar sobre seus joelhos, e para ele daria no mesmo. Eu tenho uma assim. Estou para me levantar quando Gabriel, de surpresa, vira-se para mim e me pede um cigarro. Passada a porta, tento sumir no meio dos outros ao longo do corredor.

Ele me agradeceu? De qualquer modo, se o fez, nem sequer me olhou. Onde vai fumar? No banheiro? Respostas Zero. Eu estava fingindo? E ele corresponde, nunca nos decepcionou. Os professores o encaram, ele os encara. Encostado ao muro, fuma seu cigarro e olha ao redor. Tinha a voz doce e percebemos que amava o filho.

Enquanto a olhava, eu me perguntava o que ela fora fazer ali. Olho Sonia e a vejo falar com Ilaria. Respondo corretamente a todas as perguntas sobre o romantismo. Enquanto a professora me interroga, olho Gabriel algumas vezes. Jamais havia declarado guerra. Um dia o professor lhe pediu que fizesse a caricatura de outro mestre. Quando, naquele dia, ele me pediu um cigarro, fiquei quase contente. Cochilo fingindo tomar notas. E o que tenho a ver com isso?

Seja como for, gosto desse apelido. Zeta: como Catherine ZetaJones ou como Z, a formiguinha? Sempre gostei de pensar que aquele era o retrato para um noivo distante, mas nunca saberei a verdade.

Acima das sepulturas das duas se ergue um cipreste gigantesco. De repente ele planta os olhos nos meus e me fita como se quisesse compreender se eu estou curtindo a sua cara. Que ideia foi essa a minha? E, mais importante ainda, por que achei que podia ousar tanto? Ele fez bem em me responder assim, e me sinto realmente uma idiota.

Juro a mim mesma que nunca mais farei algo semelhante. Nunca mais. Gosto de princesa Zeta, por que ficaria furiosa? Depois do recreio estou melhor, mas, quando volto a me sentar, ainda me sinto terrivelmente constrangida.

As condessas emburradas. Chamava-nos assim quando, ao voltar para casa, encontrava uma de um lado e uma do outro, prisioneiras dos nossos pensamentos. Simplesmente sou. A ansiedade logo me invade. Prossigo muito devagar sem olhar ao redor, empurrando meu cavalo de lata. E agora? Quando chega a poucos metros de mim, ele para e levanta a viseira do capacete. Quase esfrego os olhos de tanta surpresa, mas me contenho. Finalmente posso relaxar. Penso nele a noite inteira, como se se tratasse do garoto que eu persigo a vida toda e que hoje pela primeira vez me dirigiu a palavra.

Gosto dele, ou apenas estou contente porque ele foi gentil? Seria gentil e pronto, depois o cobriria de perguntas, sem preconceitos bobos nem temores. Talvez o convidasse imediatamente para o cinema ou para dar uma volta. Por um instante, se entristecia e revivia instantes dolorosos e longos dos quais eu jamais saberia nada, mas no fim sua parte melhor vencia sempre.

Se eu tivesse conhecido uma garota da minha idade com o seu temperamento, ela se tornaria minha melhor amiga. Sinto muita falta daquela alegria, agora, como da amiga que nunca tive. Ora, o que eu esperava de um cara a quem chamam Zero? Sou uma idiota, repito para mim mesma sem parar, uma verdadeira idiota.

Dentro, todas as suas coisas: a carteira, a agenda, cadernetas variadas, canetas e todo o resto. Fico ali sentada, sem saber o que pensar. Sinto-me como seu robe, como sua bolsa, seus sapatos. Chutada pelo seu amor. Parece uma estupidez, mas quero isso. Depois, haveria Luca.

AS3000 WIRING RULES PDF

Meu Inverno Em Zerolandia - Paola Predicatori.pdf

Goodreads helps you keep track of books you want to read. Want to Read saving…. Want to Read Currently Reading Read. Other editions. Enlarge cover. Error rating book. Refresh and try again.

BIWI KE HUQOOQ PDF

ISBN 13: 9788817075060

.

GHOSTGIRL EL REGRESO EN PDF

Il mio inverno a Zerolandia

.

Related Articles